NOTÍCIAS

- Postado em: 22/11/2017 - 10:17:00

Reconhecimento

Projeto do SAAE rondonense recebe Prêmio Gestor Público Paraná

A cerimônia aconteceu na Alep na noite de ontem (21).

Aconteceu na noite de ontem (21), a premiação aos projetos vencedores do V Prêmio Gestor Público Paraná (PGP-PR) durante cerimônia na Assembleia Legislativa do Estado do Paraná (Alep). A premiação é a última fase do Prêmio, que neste ano recebeu 137 inscrições e teve como tema Saneamento Básico: Essencial para uma Vida Saudável.

O projeto de Cisternas Rurais Coletoras de Água da Chuva do SAAE de Marechal Cândido Rondon esteve entre os projetos selecionados do V Prêmio Gestor Público Paraná (PGP-PR), no quesito Saneamento Básico e recebeu Certificado de Reconhecimento. Na oportunidade, receberam a comenda o Prefeito Marcio Rauber, o Deputado Estadual Elio Lino Rusch, o Diretor do SAAE Dieter Seyboth e o idealizador do projeto servidor do SAAE Fábio Alexandre Regelmeier.

O Prêmio Gestor Público – PGP foi criado pelo Sindafep em 2013 com o objetivo de estimular os gestores municipais a desenvolverem projetos que beneficiem a população paranaense e já apresentou muitos resultados positivos.



Cisternas Rurais



O Projeto Piloto de Cisternas Coletoras de Água da Chuva, em propriedades rurais de Marechal Cândido Rondon, contemplou 3 três propriedades rurais localizadas na Linha Eldorado, Linha Ajuricaba e no distrito de Iguiporã, as quais possuíam problemas com abastecimento de água. Nesse sentido, o projeto foi desenvolvido pelo SAAE, Itaipu Binacional e contou com o apoio da Copagril e, tem como objetivo apresentar uma nova opção de segurança hídrica e sustentável para as propriedades rurais do município.

O projeto de cisternas rurais consiste na implantação de um sistema de captação de água da chuva instalado nos telhados das construções das propriedades (aviário e granja de suínos), utilizando-se calhas e encanamentos, que conduzem a água da chuva a um pré-filtro para a limpeza. A água da chuva passa por um sistema de filtragem composto por três estágios, visando principalmente à remoção das impurezas contidas na água. Após passar pelo sistema de filtros, a água coletada é armazenada em um depósito enterrado, a chamada “cisternas”, que é revestida e cobertas com manta de polietileno de alta densidade PEAD, com capacidade para 500 mil litros de água.



Vantagens das Cisternas Rurais.

-Combate à escassez de água em períodos de estiagem;

-Reduz o consumo de água potável na propriedade, e o custo de fornecimento da mesma; -Evita a utilização de água potável onde esta não é necessária, como por exemplo, na lavagem de piso na suinocultura e avicultura, irrigação de hortas e jardins, etc, desonerando o abastecimento público;

-Apresenta a conveniência do suprimento (captação) acontecer no próprio local ou próximo do local de consumo;

-Contribui para uma melhor gestão e distribuição de águas nas regiões de produção intensiva de suínos e aves;

-É de fácil manutenção, e possui tecnologias disponíveis flexíveis e adaptáveis a diferentes terrenos e propriedades;

-A água captada possui qualidade aceitável, principalmente se captada nos telhados; -Contribui com a conservação de água, a autossuficiência e a uma postura ambientalmente correta perante os problemas ambientais existentes no meio rural.

O projeto-piloto de cisternas em propriedades rurais contou com o investimento de R$ 23.443,00 mil, da Itaipu Binacional, e R$ 17.356,00 do SAAE, tendo como valor total R$ 40.800,00 mil. Esse projeto possui repercussão nacional e internacional, e por conta disso inúmeras visitas estão sendo feitas as propriedades rurais contempladas.




Outras notícias...






todas as notícias